Angra dos Reis recebe 14º festival de teatro em dezembro com série de restrições; inscrições para peças encerram no sábado

Do Rio Encena

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Devido à pandemia, tenda não será montada na orla de Angra como de costume Foto: Thyago Andrade/Acervo Fita

Devido a um cenário econômico desfavorável, a tradicional Festa Internacional de Teatro de Angra dos Reis (FITA) não foi realizada em 2019. Para este ano, com os obstáculos a mais impostos pelo novo coronavírus, havia o risco de o hiato se prolongar, mas, felizmente, não foi o que aconteceu. Entre 04 e 20 de dezembro, a famosa cidade da região da Costa Verde, tão carente de uma programação cultural regular, vai receber a 14ª edição do evento, que, por conta da pandemia, claro, será realizada a partir de uma série de medidas de prevenção à Covid.

Além dos protocolos já conhecidos, como uso de máscara e álcool em gel disponível para o público, um recurso que já vem sendo muito usado por artistas desde o início da pandemia também estará na FITA 2020: a transmissão de apresentações ao vivo pela Internet. Todas as peças inscritas no festival serão exibidas de forma online e gratuitamente, em canal ainda a ser divulgado.

Outra medida de prevenção é a escolha do local para a realização das sessões com público presencial. Ao contrário dos anos anteriores, os espetáculos – não todos, alguns ficarão só no online – não serão apresentados numa grande tenda para 1.500 pessoas montada logo na entrada de Angra, mais precisamente na Praia do Anil – como na foto acima. Com a necessidade de se evitar aglomerações, as apresentações serão realizadas no Teatro Municipal Dr. Câmara Torres, no prédio do Centro Cultural Teophilo Massad, no coração da cidade. O equipamento pode acomodar até 210 espectadores, mas apenas 105 assentos serão disponibilizados, ou seja, 50% da capacidade total.

Prazo de inscrição para produções

Ao todo, 34 espetáculos farão parte da 14ª FITA, que tem patrocínio da ENEL e da Lei Estadual de Incentivo à Cultura da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa ( Secec). Artistas e companhias interessados em inscrever suas produções têm somente até esse sábado (31/10) para preencher o formulário de cadastro – acesse aqui.

Quem optar por se apresentar presencialmente precisará enviar para a organização do evento uma proposta de cachê. Já para os produtores que escolherem apenas o formato online – inclusive as peças infantis – o cachê ficará no valor de R$ 8 mil.

PUBLICIDADE
Scroll Up