Após liberar teatros, prefeitura segue sem previsão para reabrir salas municipais; nota não esclarece atual estado dos equipamentos

Luiz Maurício Monteiro

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Sentido horário: Espaço Sergio Porto, Café Pequeno, Maria Calara Machado e Baden Powell Fotos: Divulgação

Assim como muitos teatros privados, os da rede municipal também já estão passando por adaptações para obedecerem a protocolos de segurança para poderem receber o público novamente, autorização esta dada pela própria prefeitura desde a última segunda-feira (14). No entanto, quem está acostumado a frequentar equipamentos da gestão pública como Teatro Maria Clara Machado, Espaço Sergio Porto, Teatro Café Pequeno e Sala Baden Powell, entre outros, segue sem saber quando poderá voltar a fazer tal programa, afinal, a Secretaria Municipal de Cultura ainda não tem previsão para reabrir suas salas. E a incógnita fica maior diante da escassez de informações que vem do órgão.

A fim de saber o atual estado de conservação dos teatros e a quantas anda o processo de readequação, o RIO ENCENA entrou em contato com a SMC, que retornou apenas com uma nota. No texto, além de informações já ditas na entrevista na qual foi anunciada a liberação das salas – como as medidas de prevenção – a secretaria afirma também que os “equipamentos culturais do município estão se adequando aos protocolos de segurança e as regras de ouro, levando em consideração o bem-estar do público e dos profissionais da Cultura, portanto ainda não há data para reabertura”.

A nota reforça também que as medidas mencionadas no Plano de Retomada da capital fluminense elaborado pela prefeitura são “apenas previsões” que podem sofrer alterações de acordo com o monitoramento da pandemia. No entanto, questões importantes para o público e para a classe artística não foram esclarecidas. Por exemplo, quantos e quais teatros da rede já estão passando por adaptações? Todos têm condições de voltar simultaneamente ou alguns estão mais aptos do que outros? Há uma previsão para a retomada? Neste ano ainda ou só em 2021?

Em meio às incertezas, o que se sabe é que dívidas da prefeitura com a Light podem fazer este recomeço ser ainda mais dificultoso. Segundo apurou o jornal O Globo, espaços municipais vêm sofrendo com abandono e falta de investimento. Além de lonas e arenas, teatros como o Teatro Ipanema, o Café Pequeno e o Sergio Porto tiveram o serviço de energia elétrica cortado no início do mês por falta de pagamento.

Confira abaixo a íntegra da nota da Secretaria Municipal de Saúde:

Desde 14/09, cinemas, teatros e anfiteatros estão autorizados a funcionar, respeitando o limite de 50% da capacidade do público, com lugares marcados e seguindo os demais protocolos higiênico-sanitários e as Regras de Ouro da Prefeitura. O consumo e a venda de bebidas e alimentos estão proibidos para evitar a retirada da máscara nas salas.

Os equipamentos culturais do município estão se adequando aos protocolos de segurança e as regras de ouro, levando em consideração o bem-estar do público e dos profissionais da Cultura, portanto ainda NÃO HÁ DATA para reabertura.

Todas as medidas citadas no Plano de Retomada do município são previsões – apenas previsões – e podem ser alteradas de acordo com o monitoramento das curvas de contágio da Covid-19.

PUBLICIDADE
Scroll Up