CCBB reabrindo, stand-up, tributo a Nelson Gonçalves… O que assistir presencialmente no ‘primeiro fim de semana útil’ do teatro em 2021

Do Rio Encena

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Pescador” (alt, esq.), “Nelson”, “Amigos” e “Lobo” Fotos: Costa Blanca Films/Divulgação/Juliana Nunes/Divulgação

Verdade, sábados e domingos não são considerados dias úteis. Sim, também é certo que este não é o primeiro fim de semana de 2021. Mas o que o título acima quer dizer é que para o teatro, de fato, as coisas só voltam a funcionar agora, já que, tradicionalmente, no primeiro final de semana do ano as salas dificilmente já têm suas atividades reiniciadas após os festejos de Natal e Réveillon. Sendo assim, mesmo que a programação teatral do Rio de Janeiro ainda esteja esvaziada por conta da pandemia, o RIO ENCENA preparou uma lista abaixo para você que pensa em se cercar de cuidados e partir para assistir a um espetáculo presencialmente – acesse o serviço completo da peça clicando no respectivo título.

Embora a prefeitura tenha permitido a reabertura dos teatros em setembro (mediante respeito às chamadas regras de ouro), o circuito teatral do Rio segue tímido neste processo de retomada. Além da pouca perspectiva quanto ao arrecadamento com bilheteria – já que devido aos protocolos de segurança, os teatros precisam ter menos que 50% de suas capacidades liberadas – proprietários de salas e a classe artística seguem temendo se vale mover grandes esforços diante da própria Covid-19, que ainda alcança números preocupantes.

Na última quarta-feira (06), por exemplo, o estado fluminense registrou 4.482 casos e 231 mortes, segundo a Secretaria Estadual de Saúde. Este é o maior número de óbitos contabilizados dentro de um período de 24 horas desde 30 de junho de 2020, quando foram registrados 232 vítimas fatais. Ainda de acordo com o Governo do Estado, o Rio chega a 454.275 infectados e 26.480 óbitos, o que faz a média móvel, monitorada por um consórcio de veículos de imprensa (G1, O Globo, Extra, O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo e UOL), ter uma alta de 95% em relação a 14 dias atrás.

Como reflexo, neste “primeiro fim de semana útil” de 2021, apenas nove espetáculos estarão em cartaz (em temporada ou sessões únicas), ocupando sete teatros somente. E a maioria destas produções são musicais adaptados de grandes clássicos infantis. Dois deles estarão no Teatro Henriqueta Brieba, na Tijuca: “Frozen 2 – Uma Nova Aventura” e “As Aventuras dos Três Porquinhos”.

Outra adaptação para a história dos Três Porquinhos é “Quem tem Medo do Lobo Mau”, que está estreando no Teatro Vannucci. Ainda no Shopping da Gávea, mas no Teatro Clara Nunes, está em cartaz “Moana – Uma Aventura no Mar”. Para encerrar o cardápio de adaptações, a opção no Teatro Miguel Falabella, no Norte Shopping, é “O Mágico de OZ”.

Ainda no campo de musicais infantis, mas com texto original, está “O Pescador e a Estrela”, que marca a reabertura do Teatro III do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) – que chegou a tentar uma retomada em 2020, mas precisou cancelar devido a casos de Covid no elenco da peça. O espetáculo, dirigido por Karen Accioly, conta a história de um menino cego que, ao fantasiar ser um herói deficiente visual, passa a sentir o amor.

Já para os adultos, são três as opções. O shows de stand-up comedy “Eu Comigo Mesmo”, que vem sendo apresentado com sucesso por Rafael Portugal (“Porta dos Fundos” e “A Culpa é do Cabral”) desde 2016; e “4 Amigos”, que como o nome já antecipa, reúne um quarteto de humoristas para uma sequência de piadas sobre o cotidiano. E para aqueles que preferem algo mais tradicional, a pedida é “Nelson Gonçalves – O Amor e o Tempo”, peça musicada que homenageia o centenário de um dos maiores cantores do Brasil, que vendeu mais de 80 milhões de discos em sua longa carreira.

Ainda em janeiro

Ao longo do mês, a cena teatral do Rio de Janeiro seguirá parca, mas o alento é que novas estreias já estão marcadas. Entre as salas que já anunciaram (re) estreias estão a Casa de Cultura Laura Alvim, que pertence à esfera estadual e é o único espaço de rede pública com programação prevista no momento; a Caixa Cultural; o Teatro das Artes, que receberá duas peças com Leandro Hassum; e o Teatro Multiplan, antigo Teatro Bradesco e Teatro Village Mall, localizado no shopping de mesmo nome na Barra da Tijuca. Outras notícias, em breve, aqui no RIO ENCENA.

PUBLICIDADE
Scroll Up