Busca
Menu
Busca
PUBLICIDADE

Cia especializada em manifestações culturais do subúrbio leva peça sobre a Folia de Reis nos teatros Glaucio Gill e Arthur Azevedo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
-  Atualizado em 14-09-2021 às 15:50
Tempo estimado de leitura: 2 minutos
O espetáculo marca a primeira parceria da Cia Placenta com o Grupo Moitará Foto: Divulgação

RIO – Acostumada a levar aos palcos espetáculos ligados a manifestações culturais que acontecem no subúrbio do Rio de Janeiro, a Placenta Cia. de Teatro Ritual e Antropológico faz em setembro duas curtíssimas temporadas nos teatros Glaucio Gill, em Copacabana, e Arthur Azevedo, em Campo Grande, da peça “Terra de Reis”, que aborda a tradição da Folia de Reis ao longo dos séculos – confira o serviço completo no fim da página.

Segundo capítulo de uma trilogia que começou com “Clóvis”, em 2019, “Terra de Reis” usa o Reisado – tradição brasileira originada ainda no século XVIII – como pano de fundo para chamar atenção para a sobrevivência das partes menos favorecidas em meio à manutenção de costumes através de gerações.

— Esse espetáculo perpassa três séculos. Durante este cortejo, são narradas histórias de resistência e sobrevivência. As personagens se transformam no jogo espiralado da vida, entre o sagrado e o profano da existência humana, entrecruzando temas que falam de tradição, fé e desigualdades sociais. Através desta trajetória, convidamos o espectador a revisitar memórias culturais da nossa história que remetem ao passado, evocam o presente e fazem refletir sobre o futuro — explica Erika Rettl, que divide a direção com Venício Fonseca.

— O subúrbio do Rio de Janeiro é fantástico por essência. Quando pensamos nossos territórios como potência de criação, reinventamos a nossa cidade através de seus símbolos, comportamentos e rituais — acrescenta Gabo M. Barros, responsável pela dramaturgia ao lado de Tiago Torres.

“Terra de Reis” marca também uma parceria inédita entre a Cia. Placenta e o Grupo Moitará, considerado referência na pesquisa de linguagem pedagógica da máscara, com mais de 30 anos de estrada. A trupe convidada ficou responsável pela composição cênica e pela direção do espetáculo.

Depois de abordar a cultura do bate-bola em “Clóvis” e a Folia de Reis com “Terra de Reis”, a Cia. Placenta pretende encerrar a trilogia “Poéticas do Subúrbio Carioca” com “Dioilson”. A ideia do próximo trabalho é levar à cena um subúrbio fantástico, cujos protagonistas são personagens cotidianamente incomuns criados a partir do olhar de escritores desta região da capital fluminense.

SERVIÇO

Local: Teatro Glaucio Gill | Endereço: Praça Cardeal Arco Verde, S/N – Copacabana. | Telefone: (21) 2547-7003 | Sessões: Quinta a domingo às 19h | Temporada: 09/09 a 12/09 | Elenco: Allan Belisário, Dandara Lorena, Kika Ribeiro, Renan Albuquerque e Thayan Ribeiro | Direção: Venício Fonseca e Érika Rettl | Texto: Gabo M. Barros e Tiago Torres | Classificação: Não informada | Entrada: R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia) | Gênero: Drama cômico, Peça musicada, Comédia dramática | Duração: Não informada | Capacidade: Não informada

Local: Teatro Arthur Azevedo | Endereço: Rua Vítor Alves, 454 – Campo Grande. | Telefone: (21) 2332-7516 | Sessões: Quinta a domingo às 19h | Temporada: 23/09 a 26/09 | Elenco: Allan Belisário, Dandara Lorena, Kika Ribeiro, Renan Albuquerque e Thayan Ribeiro | Direção: Venício Fonseca e Érika Rettl | Texto: Gabo M. Barros e Tiago Torres | Classificação: Não informada | Entrada: R$ 2 (inteira); R$ 1 (meia) | Bilheteria: Não informada | Gênero: Drama cômico, Peça musicada, Comédia dramática | Duração: Não informada | Capacidade: Não informada


EM CARTAZ: Confira a programação teatral do Rio de Janeiro

PUBLICIDADE

Leia Também

PUBLICIDADE
Assine nossa newsletter e receba todo o nosso conteúdo em seu e-mail.