Com Mel Lisboa, ‘Dogville’ faz duas apresentações ao vivo e gratuitas nas redes sociais

Do Rio Encena

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Mel Lisboa encabeça o numeroso elenco do espetáculo Foto: Foto Sevenx Produções Artísticas/Divulgação

Em novembro de 2018, estreava no Rio de Janeiro “Dogville – A Peça”, versão teatral do filme homônimo de 2003 do diretor dinamarquês Lars von Trier – que, inclusive, possui algumas referências aos palcos. Já em 2020, para comemorar dois anos da montagem, duas apresentações online do espetáculo protagonizado por Mel Lisboa serão realizadas. Ao vivo, as sessões acontecem nos dias 02 e 03 de novembro, às 19h, no canal da peça no YouTube e na página no Facebook.

A montagem é uma idealização de Felipe Lima, que passou cerca de dois anos trabalhando para trazer para o Brasil a adaptação teatral feita pelo dinamarquês Christian Lollike, com o aval do compatriota von Trier. Já o elenco formado por 16 anos, tem outros nomes de destaque além de Mel Lisboa – que interpreta o papel que foi de Nicole Kidman nas telonas – como Otto Jr., Blota Filho e Alexia Deschamps, entre outros.

Na trama, Grace (Mel) chega à pequena e pacata cidade de Dogville fugindo de criminosos. A princípio, os moradores locais a tratam com cordialidade e generosidade, mas tal realidade vai se modificando à medida em que os perseguidores vão se aproximando. A partir daí, aqueles que pareciam gentis e cúmplices, estranhamente, passam a humilhá-la.

Co-produção cinematográfica entre países europeus como França, Alemanha, Dinamarca, Reino Unido e outros, o longa “Dogville” dividiu opiniões da crítica na época. E uma das razões foi a inspiração teatral. Toda rodada dentro de um galpão na Suécia, a película tem um cenário simples, com marcações no chão demarcando casas, ruas etc.

Outras referências ao teatro são características do trabalho do diretor alemão Bertolt Brecht (1898-1956); do teatro de caixa preta, com um cenário único cercado por paredes pretas; do teatro do absurdo, com atores interagindo com objetos imaginários.

O filme foi indicado ao Palma de Ouro, no Festival de Cannes, e ganhou o Prêmio do Cinema Europeu na categoria Melhor Realizador, pelo trabalho de von Trier.

SERVIÇO

Onde assistir: YouTube e Facebook – “Dogville – A Peça”
Sessões: Segunda (02/11) e terça (03/11) às 19h
Elenco: Mel Lisboa, Otto Jr., Blota Filho, Alexia Deschamps, Marcelo Villasboas, Munir Pedrosa, Rodrigo Caetano, Thiago Furlan, Eric Lenate, Fernanda Couto, Gustavo Trestini, Rosana Penna, Lucas Romano, Ana Andreatta, Marcia de Oliveira e Fernanda Thurann
Direção: Zé Henrique de Paula
Texto: Inspirado no filme de Lars von Trier
Classificação: 16 anos
Entrada: Gratuita
Gênero: Drama
Duração:Não informada

PUBLICIDADE
Scroll Up