Com público presencial: confira como foi a reabertura do Teatro Petra Gold

Luiz Maurício Monteiro

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

A prefeitura liberou a reabertura dos teatros no Rio de Janeiro em setembro, mas somente no primeiro fim de semana de outubro público pode sentar novamente num assento de plateia. No sábado, Clarice Niskier se apresentou com seu solo “A Alma Imoral” no palco do Teatro Petra Gold (antigo Teatro Loblon), o primeiro a se adequar ao “novo normal” e receber o público.

Da capacidade total de 400 espectadores da sala, apenas 10% foram disponibilizados para venda – realizada na Internet, para evitar fila na bilheteria. De 40 ingressos, 35 foram comercializados, sendo que apenas 23 pessoas compareceram. Quantidade mais do que suficiente para promover a retomada da programação teatral do Rio após 200 dias – período de interrupção do qual não se tem notícia na cidade.

Nesta noite especial, o RIO ENCENA compareceu ao Petra Gold – que, aliás, segue com sua programação de peças online – para registrar tanto os protocolos de segurança – como obrigatoriedade do uso de máscaras, aferição da temperatura dos espectadores e distanciamento dentro e fora da sala – quanto deste esperado reencontro presencial entre teatro e público. Confira no vídeo abaixo:

PUBLICIDADE
Scroll Up