Busca
Menu
Busca
PUBLICIDADE

Com texto do maestro Tim Rescala, Cia PeQuod Teatro de Animação estreia adaptação circense de ‘Pinóquio’ fiel ao original; veja fotos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

A Cia PeQuod Teatro de Animação está chegando aos 21 anos de atividades e, para não deixar a marca passar batida, decidiu montar aquela que, de acordo com avaliação do próprio grupo, é a montagem mais complexa de seu repertório. Idealizado e dirigido por Miguel Vellinho, o infantil circense “Pinóquio” é uma adaptação fiel ao original “As Aventuras de Pinóquio”, do italiano Carlo Collodi (1826-1890). Quem assina o texto, a música e a direção musical é o renomado maestro Tim Rescala. A estreia acontece nesta quarta-feira (01), às 19h, no CCBB – confira abaixo o serviço completo e fotos de cena.

SERVIÇO

Local: CCBB – Teatro III | Endereço: Rua Primeiro de Março, 66 – Centro. | Telefone: 21. 3808-2020 | Sessões: Quarta a sexta-feira, às 19h / sábado e domingo, às 16h | Temporada: 01/12 a 23/12 de 2021 e de 05/01/2022 a 30/01/2022. | Elenco: Liliane Xavier (como Pinóquio), Mona Vilardo, Maria Adélia, Marise Nogueira, Marcio Nascimento, João Lucas Romero e Santiago Villalba | Direção: Miguel Vellinho | Texto: Tim Rescala a partir da fábula do italiano Carlo Collodi | Classificação: Livre – Indicado para crianças a partir de 7 anos | Entrada: R$ 30 (inteira); R$ 15 (meia) | Bilheteria: Eventim ou na bilheteria de quarta a segunda, 9h às 21h | Gênero: Infantil | Duração: 100 minutos | Capacidade: Não informada

PUBLICIDADE
A fábula "As Aventuras de Pinóquio", do italiano Carlo Collodi (1826-1890), foi publicada originalmente em 1883 e acabou traduzida para mais de 260 idiomas Fotos: Renato Mangolin/Divulgação
E apesar de ser um texto do século XIX, o idealizador Miguel Vellinho vê proximidade com os dias atuais: "Possui conexões com o que está acontecendo na atualidade, contaminada por algo como um culto à mentira como fonte de poder e controle".
Já para a identidade visual do espetáculo, a Pequod foi buscar inspiração na estética do circo da Europa também do século XIX, que pode ser notada em figurinos e cenários
A trama, para quem não conhece, é a de um boneco de madeira (interpretado por Liliane Xavier, de vermelho) que passa por uma série de situações de risco graças ao seu sonho de virar um menino de verdade
O ator Márcio Nascimento interpreta o carpinteiro Geppetto, que criou o boneco
E por se considerar seu pai, se preocupa e chama a atenção de Pinóquio
Toda a trilha sonora é executada ao vivo por músicos nas apresentações
A soprano Mona Vilardo e o barítono Santiago Villalba dão vida aos apresentadores do Circo Collodi, onde se passa a ação da peça
PUBLICIDADE
Assine nossa newsletter e receba todo o nosso conteúdo em seu e-mail.