‘Entendo a gente se reinventar, mas teatro é uma arte presencial’, afirma Vandré Silveira sobre não adaptar seu novo espetáculo para a Internet

Luiz Maurício Monteiro

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

O quê se pode destacar da entrevista de Vandré Silveira para a RIO ENCENA TV (inscreva-se aqui) é que o ator não tem problemas em sair do chamado lugar comum. No quadro “Enquanto Isso, na Quarentena”, ele se disse a favor da reabertura dos teatros do Rio de Janeiro nas próximas semanas – desde que medidas preventivas sejam tomadas, claro – enquanto muitos dos seus colegas de profissão, provavelmente até a maioria, pensa que a retomada deveria acontecer somente após a disponibilização de uma vacina para a sociedade. Outro discurso dele que foge ao padrão em tempos de pandemia é sobre a Internet como palco alternativo para artistas.

Não que o ator não recorra a plataformas digitais enquanto não pode exercer sua profissão nos palcos ou em sets de filmagem. Semanalmente, por exemplo, ele apresenta três lives sobre assuntos diversos. Mas quando o assunto é apresentar uma peça de teatro virtualmente – algo que muitos consideram um novo normal, mesmo que não substitua o teatro tradicional – Vandré acredita que o único e insubstituível local para tal atividade é, sim, o teatro. Ele mesmo está com um espetáculo pronto, chamado “A Hora do Boi” – que fala da relação entre o homem e os animais – e prefere esperar os espaços culturais serem liberados em vez de recorrer à tecnologia. Resumindo, o ao vivo ao o online.

— Chegamos a pensar sobre isso (adaptar para a Internet)… Assim, eu entendo a gente se reinventar neste período. Mas o teatro é uma arte presencial, e a potência do teatro está neste diálogo entre ator e público — explica Vandré, opinando sobre o retorno dos teatros: — Acho que há de se ter muito cuidado, realmente, com esse momento de flexibilização, porque ainda estamos num período de pandemia. Mas acho também que há medidas de se fazer essa reabertura… Acho que é possível retomarmos, sim, a atividade cultural, teatral.

Confira na íntegra no vídeo abaixo:

PUBLICIDADE
Scroll Up