‘O meu Sangue Ferve por Você’ faz ode à música brega brasileira em temporada online e gratuita

Do Rio Encena

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Cristina Pompeo (E) e Pedro Henrique (D) contracenam com Ana Baird e Victor Maia (Junior Mandriola/Divulgação)

Em março de 2020, a comédia “O Meu Sangue Ferve por Você” estava em cartaz no Teatro Clara Nunes, no Shopping da Gávea, celebrando 10 anos da sua estreia, que havia ocorrido em 2009. Mas aí, veio a pandemia, e as apresentações precisaram ser canceladas. Agora, praticamente um ano depois, o espetáculo que faz uma ode ao cancioneiro brega brasileiro retorna adaptado aos novos tempos, ou seja, em formato online. A temporada virtual e gratuita começa nessa sexta-feira (26), com sessões no site da própria montagem, de sexta a domingo, às 20h.

Assistida presencialmente por mais de 200 mil pessoas, segundo a produção, a comédia musical tem direção de Diego Morais e texto de Pedro Henrique Lopes. Já no palco, está um quarteto formado por Ana Baird, Cristiana Pompeo e Victor Maia, além do próprio Pedro Henrique, que conta a história tragicômica de um quadrilátero amoroso que vive intensamente os altos e baixos do amor. Em ritmo de chanchada, a mocinha Creuza Paula e o cafajeste Elivandro vivem uma relação estável até a chegada do ex-namorado dela, o bom moço Fernando Sidnelson.

Já Sandra Rosa Madalena é amante de Elivandro e a peça que completa este quarteto que promete atravessar todos os momentos que uma história de amor tem direito: os românticos, os de desentendimentos e de reconciliações. Com a trama, aliás, o espetáculo promete não apenas levar música e humor aos espectadores, mas também, invertendo a ordem natural das coisas, fazê-los torcer pelo canalha e ter raiva da mocinha.

Na trilha sonora do dramalhão, como não poderia deixar de ser, estão clássicos do brega nacional como “Alma Gêmea”, “Sandra Rosa Madalena”, “Garçom”, “Escrito nas Estrelas” e “Evidências”.

— A gente tentava brincar só com as músicas do passado, mas as pessoas não se cansam de sofrer por amor e cantar sobre isso, então tivemos que atualizar o roteiro. E tem coisa mais brega e mais atual que dor de cotovelo? — brinca o ator e autor.

Além da apresentação do espetáculo – que foi gravada num teatro – a temporada virtual de “O Meu Sangue Ferve por Você” – realizada com recursos da Lei Aldir Blanc – conta ainda com lives com os atores, oficina sobre criação de projetos culturais e masterclass de humor.

PUBLICIDADE
Scroll Up