Prefeitura do Rio anuncia que teatros seguem fechados na fase 4 do plano de reabertura; previsão era de atividades culturais em locais abertos e fechados

Do Rio Encena

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

O prefeito Marcelo Crivella decidiu adiar a reabertura de teatros Foto: Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

A fase 4 do plano de reabertura econômica da cidade do Rio de Janeiro, que começa nessa sexta-feira (17), previa originalmente a permissão para atividades culturais em espaços abertos e fechados, desde que respeitadas algumas medidas de prevenção contra o novo coronavírus. No entanto, em entrevista coletiva realizada na manhã desta quinta (16), o prefeito Marcelo Crivella comunicou que teatros – e outros equipamentos do setor, como cinemas e museus – seguem fechados.

Nesta nova etapa do planejamento, a liberação foi dada apenas a feiras de artesanato, que já podem voltar amanhã, precisando, porém, seguir medidas preventivas, como, por exemplo, uma intercalação entre as barracas de exposição.

Ainda sobre a proibição a espetáculos de teatro e outras atividades culturais, Flávio Graça, superintendente de Inovação, Pesquisa e Educação de Vigilância Sanitária, explicou que todo o corpo científico que acompanha a prefeitura nas tomadas de decisão durante a pandemia optou pelo veto.

— Houve uma unanimidade de vedar ainda os eventos — disse o superintendente, passando uma informação mais clara e não contraditória, ao contrário do que havia feito a Secretaria Municipal de Cultura na fase anterior.

No dia 1º de agosto, começa a fase 5. De acordo com a versão inicial do planejamento de reabertura, divulgada no início de junho, serão permitidas “atividades culturais em espaços abertos e fechados com capacidade simultânea
máxima de 2/3, sem ultrapassar a regra de 4m² por pessoa”.

PUBLICIDADE
Scroll Up