Recital feminista, ‘Mulher Multidão’ usa poesia para tratar temas como machismo e misoginia em Ipanema

Do Rio Encena

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Além de atuar, Maria Rezende assina ainda direção e texto do solo Foto: Divulgação

Atriz, diretora, escritora e poetisa. Esta é Maria Rezende, que chega ao Espaço Rogério Cardoso, sala da Casa de Cultura Laura Alvim, em Ipanema, no dia 10 de março com “Mulheres Multidão”. O solo – um recital feminista, como a própria idealizadora define – trata de assuntos que afligem mulheres, mas que são relevantes para toda a sociedade, como machismo e misoginia.

A partir de poemas autorais e também de outros de novas e consagradas poetas brasileiras, Maria passeia por situações com as quais mulheres se deparam diariamente. Entre elas, os ideais inatingíveis de beleza, a inequidade salarial, a violência física, sexual e moral, entre outras.

“Mulheres Multidão” segue em cartaz até 1º de abril com apresentações terças e quartas, sempre às 19h. Ingressos a partir de R$ 30 (meia).

ERRATA: Ao contrário do que informamos, o espetáculo estreou no dia 10 de março e não no dia 10 de fevereiro. A informação equivocada estava no site oficial da Casa de Cultura Laura Alvim. De qualquer forma, pedimos desculpa pelo erro, que já foi consertado.

PUBLICIDADE
Scroll Up