Busca
Menu
Busca
PUBLICIDADE

Secretaria de Estado de Cultura anuncia balanço financeiro de 2021 com mais de R$ 250 milhões investidos no setor

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Tempo estimado de leitura: 2 minutos
A secretária Danielle Barros, que assumiu o cargo em dezembro de 2019, ainda na gestão de Wilson Witzel Foto: Leonardo Ferraz/Secec RJ

RIO – A Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro (Secec RJ) divulgou em seu site oficial números referentes aos investimentos no setor feitos ao longo do ano passado. Segundo o órgão gerido por Danielle Barros, foram destinados a projetos culturais, em todo o estado fluminense, mais de R$250 milhões em 2021. Diante das limitações ainda impostas pela pandemia de Covid-19, a secretária comemorou os resultados, principalmente por considerar ter alcançado um dos principais objetivos da pasta, que é a democratização dos recursos.

Ainda de acordo com a Secec, em 2020, 58% dos projetos realizados com patrocínio do órgão aconteceram na capital, enquanto que 42% foram montados em outros municípios. Já em 2021, a realidade se inverteu, com 32% e 68%, respectivamente.

— Atingimos um feito inédito: a Secec respeitou integralmente o Sistema Estadual de Cultura, que indica o investimento de pelo menos 60% dos recursos da LIC ( Lei de Incentivo à Cultura) ao interior. Esse objetivo só foi alcançado graças à dedicação de toda a equipe. Trabalhamos com muita transparência para universalizar o acesso à cultura no Rio de Janeiro — disse Danielle Barros, que assumiu o cargo pouco antes da pandemia, em dezembro de 2019, ainda na gestão de Wilson Witzel.

A Secec divulgou ainda que, somente através da LIC, 94 projetos, de diferentes segmentos, receberam patrocínio, o que soma um total de aproximadamente R$140 milhões – um crescimento de 41,4% em relação a 2020.

Editais

Boa parte destes recursos foi repassada através de editais. Por exemplo, cinco diferentes chamadas públicas foram publicadas em 2021, com mais de 4 mil projetos em todo o estado sendo contemplados com um investimento total de R$ 75 milhões.

A propósito, alguns editais seguem com inscrições abertas. O Cultura Inclusiva nas Redes vai premiar 300 projetos de pessoas com deficiência com um total de R$1,5 milhão (inscrições até 17/01).

Já o ExpoMIS – Cultura Educação e Memória vai destinar R$ 500 mil para o Museu da Imagem e do Som, localizado na Lapa. O investimento será na ocupação do mezanino e em projetos para circulação apoiados do acervo do Museu. Inscrições até 17 deste mês.

Por fim, o Municipal em Cena, que vai distribuir R$3,2 milhões por 40 projetos (R$ 80 mil para cada), que farão ocupação artística no Theatro Municipal. Inscrições até o próximo dia 25.

Para acessar os editais, clique aqui e procure pela aba Editais.


EM CARTAZ: Confira a programação teatral do Rio

PUBLICIDADE

Leia Também

PUBLICIDADE
Assine nossa newsletter e receba todo o nosso conteúdo em seu e-mail.