Teatro ao ar livre, máscaras, público reduzido… Cia Teatro Caminho apresenta espetáculo em ruas do Centro

Do Rio Encena

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

A peça mostra um embate entre o verde da natureza e o concreto das metrópoles Foto: Carolina Calcavecchia/Divulgação

Dar preferência a atividades em locais abertos, usar máscara sempre que estiver em público, higienizar as mãos com álcool em gel e evitar aglomerações. Estas são as recomendações que médicos e cientistas fazem contra a propagação do novo coronavírus, mas também resumem os cuidados tomados pela Companhia Teatro Caminho nas apresentações de “Amazona”, espetáculo sobre um embate entre natureza e concreto que será encenado nas ruas do entorno da Cinelândia, no Centro. A sessões são gratuitas e acontecem na semana que vem, entre os dias 09 e 11, às 18h e às 20h – confira o serviço completo no fim da página.

A peça itinerante foi adaptada para atender aos protocolos de segurança estipulados pelas autoridades de saúde, e, por isto, receberá, no máximo, oito espectadores por apresentação – que deverão fazer a reserva por telefone. Já quem não conseguir a reserva, poderá assistir ao vivo pelo YouTube. Outro ajuste foi feito na dramaturgia, à qual foram incorporadas intervenções como medição da temperatura dos espectadores, distribuição de álcool em gel e monitoramento da distância segura entre o grupo. Além disso, claro, todos deverão usar máscara, inclusive o elenco.

Sobre a peça em si, quatro mulheres lideram a vingança da terra contra a cidade. Assim, a montagem convida o público para uma ação poético-botânica, a fim de plantar sementes por frestas de concreto e buracos de meio-fio, na expectativa de ver a mata brotar e tomar a selva de pedra.

Para chegar à dramaturgia final da peça, – que estreou no Rio de Janeiro em 2018 e, desde então, passou por metrópoles como São Paulo e Lisboa (POR) – o diretor e autor Ricardo Cabral precisou de sete meses de trabalho, além da colaboração de mais de 20 artistas em performances em espaços públicos.

As sessões de "Amazona" acontecerão ao ar livre Foto: Carolina Calcavecchia/Divulgação
As sessões de "Amazona" acontecerão ao ar livre Foto: Carolina Calcavecchia/Divulgação
As sessões de "Amazona" acontecerão ao ar livre Foto: Carolina Calcavecchia/Divulgação
As sessões de "Amazona" acontecerão ao ar livre Foto: Carolina Calcavecchia/Divulgação
As sessões de "Amazona" acontecerão ao ar livre Foto: Carolina Calcavecchia/Divulgação
 

— Tivemos um aulão de subidas em árvore no canteiro central da Presidente Vargas. Uma artista cruzou a Rio Branco costurando à roupa os lixos que encontrava pelo chão. Eu passei dias regando o concreto da praça Tiradentes e do largo da Carioca — relembra Ricardo, complementando: — A partir dos materiais que coletamos e das histórias que ouvimos, chegamos à história dessas mulheres que abrem mato sobre o asfalto esperando o dia em que a natureza vai tomar a cidade.

SERVIÇO

Local: Cinelândia (Praça Floriano) – O ponto de encontro exato será informado no ato da reserva
Endereço: Praça Cinelândia – Centro.
Telefone: (21) 98091-4194 (para realizar a reserva)
Sessões: Terça a sexta (09/02 a 11/02) às 18h e às 20h
Período: 09/02 a 11/02
Elenco: Anna Clara Carvalho, Camila Costa, Chris Igreja, Marcéli Torquato e Victor Seixas
Direção e dramaturgia: Ricardo Cabral
Classificação: Não informada
Entrada: Franca (necessário fazer a reserva no telefone acima)
Onde assistir online: No canal Teatro Caminho no YouTube
Gênero: Peça itinerante
Duração: 70 minutos
Capacidade: 8 pessoas

 

 

PUBLICIDADE
Scroll Up