Teatro sem aglomeração: em meio à paralisação devido ao coronavírus, atriz apresenta solo em live em rede social

Do Rio Encena

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Além de atuar, Maria Rezende assina ainda direção e texto do solo Foto: Divulgação

Durante a paralisação de eventos públicos recomendada pelo governo estadual como medida de prevenção à pandemia do novo coronavírus, artistas vão pensando em soluções alternativas para não pararem totalmente seus projetos enquanto a normalidade não volta. A atriz e poetisa Maria Rezende, por exemplo, vai realizar na noite desta terça-feira uma espécie de sessão online do seu solo “Mulher Multidão”, que vinha cumprindo temporada na Casa de Cultura Laura Alvim, em Ipanema, antes do decreto para os fechamentos dos teatros.

A apresentação vai ser exibida a partir de 19h através de uma live – uma transmissão ao vivo – no Instagram. Interessados devem procurar pelo perfil @amariadapoesia para acompanhar o monólogo que usa a poesia para tratar de assuntos que afligem mulheres, mas que são relevantes para toda a sociedade, como machismo e misoginia.

Mais de 15 dias

A iniciativa de Maria Rezende, inclusive, pode servir de inspiração para outros artistas que não quiserem parar seus trabalhos completamente por muito tempo. Pelo menos, no caso de monólogos que têm uma logística menos complexa. Isto porque a expectativa é de que aquele período inicial de 15 dias de fechamento de teatros e de outros locais, definido pelo governador Wilson Witzel em decreto, seja prorrogado.

Em entrevista à rádio Band News FM na manhã desta terça, o governador deu certeza de que as orientações para que as pessoas só saiam de casa em casos inevitáveis seguirá por mais tempo, que estes 15 dias foram determinados apenas para que o governo pudesse se preparar e definir melhor o plano de combate ao novo coronavírus. A reclusão geral, segundo Witzel, pode chegar a três meses!

Até o fechamento desta nota, o estado do Rio de Janeiro tinha 29 casos de infectados pelo covid-19, sendo 29 na capital, um em Niterói e outro em Barra Mansa. O número de casos suspeitos já chega a 96 e os descartados a 153.

PUBLICIDADE
Scroll Up