Tom Jobim: cantoras Lorna Washington e Nana Kozak fazem show online em homenagem ao músico

Julio Luz*

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

As cantoras Nana Kozak e Lorna Washington Fotos: Marcelo Castello Branco/Marianne Greber/Divulgação

Na última segunda-feira (25), Tom Jobim (1927-1994), se vivo estivesse, completaria 94 anos. Para homenageá-lo, Lorna Washington e Nana Kozak, cantoras da cena da noite carioca, assumiram o compromisso de celebrar a presença viva do “Maestro Soberano” com o show “Elas no Tom”. A apresentação acontece de modo online, por causa da pandemia, nesse domingo (31), às 18h03, na plataforma Sympla Streaming.

— A música tem uma função de destaque nas artes, pois figura como a arte que mais tem inserção na vida humana. Quando percebemos a influência que a música exerce sobre o ser humano, a análise de uma sociedade na perspectiva histórica de um determinado período, através deste prisma, é extremamente válida. A música produzida por determinada sociedade pode e, provavelmente, refletirá o pensamento, imaginário, valores e percepções do mundo à sua volta, pois ela é o reflexo de uma sociedade ou de um grupo específico — dizem as artistas.

Apesar de se consolidar um compositor de música popular, Antônio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim, o nosso Tom Jobim, utilizou bem mais do que imaginamos das técnicas de sua sólida formação musical erudita. Passeando lindamente entre os estilos musicais, trazendo elementos ricos de um lado a outro, enriquecendo e valorizando a Música Brasileira.

Tom Jobim sempre soube, afirmou e reafirmou que seu legado é marcado, belissimamente, pelo trato e entrega das vozes femininas. Vozes pequenas, suaves, melodiosas, vozeirões… Cantoras tímidas, espontâneas, esvoaçantes, minimalistas ou que rasgam o palco. Todas passaram pela obra de Tom. Todas Elas no Tom.

Com direção musical da violonista Aline Colombani, apresentamos os clássicos: Chega de Saudade, Garota de Ipanema, Triste, Wave, entre outras majestosas canções.

Ficha Técnica
Roteiro, concepção e direção geral: Nana Kozak
Direção Cênica: Júlio Luz
Direção Musical e Violão: Aline Columbani
Figurino: Almir França
Iluminação e Som: Vinicius Paiva
Transmissão on line e fotografia: Denilson Vieira
Programação Visual: Petterson Cullen
Preparadora Vocal e fonoaudióloga: Verônica Machado
Coordenação do Projeto: Júlio Luz
Realização: Lamparina Produções Culturais

Serviço
Onde assistir: Sympla Streaming
Quando: Domingo (31) às 18h03
Duração: 80 minutos
Classificação: Livre
Ingressos: R$ 10 a R$ 50 COMPRE AQUI

 

 

 

*Conteúdo de responsabilidade do anunciante

PUBLICIDADE
Scroll Up