Uma boa leitura para esta quarentena? Que tal um livro sobre teatro brasileiro?

Luciana Kezen

Luciana Kezen

35 anos, bacharel em Artes Cênicas pela UNIRIO, licenciada em Letras pela Estácio de Sá, atriz, escritora, tradutora e ávida leitora nas horas vagas.

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Em casa por conta da pandemia, me vejo vez ou outra sem uma ideia exata para escrever. Nesta semana, resolvi pedir ajuda às minhas amigas mais agitadas, Açúcar e Cafeína, para sair à procura de algum tema interessante. Como toda boa escritora, eu enrolei, enchi lingüiça até me cansar e me deparei com “Brasil: palco e paixão, Um século de teatro” (Aprazível Edições, 2005). Uma obra-prima! Ganhei este livro do meu pai assim que ingressei em Artes Cênicas na UNIRIO, em março de 2006. Fiquei encantada. Tanto na época quanto agora.

Lindo livro! Fotos históricas! Histórias incríveis! Há um mês de fazer 21 anos, eu ingressava em uma faculdade de teatro percebendo que eu não sabia nada de teatro! Isso é normal, você diria. Tudo bem. Começa-se uma faculdade para aprender. De certa forma, eu sabia o que estava acontecendo à minha volta. Fazia um tempo. Só que nunca havia parado para pensar de como tinha sido antes. Simples ignorância.

Na capa, uma linda foto de Fernanda Montenegro e Ítalo Rossi. Primeiras páginas de fotos. Registros históricos do teatro brasileiro. Então, no canto direito superior de uma página toda em branco, as palavras: “Nossa homenagem e o agradecimento a Fernanda Montenegro, Ítalo Rossi, Bibi Ferreira, Paulo Autran, Tônia Carrero e Antunes Filho”. Uau!

Eu conhecia todos estes nomes. Não pessoalmente, claro. Mas eu sabia quem aquelas pessoas eram! Eu não podia estar tão por fora do teatro brasileiro assim. Quão errada eu estava. Os textos de Leonel Kaz, Bárbara Heliodora, Tânia Brandão, Sábato Magaldi e Flávio Marinho abriram um caminho para que eu pudesse olhar em uma fresta do passado terminando com peças que eu havia assistido! Como “Caixa Dois”, de Juca de Oliveira e “Qualquer gato vira-lata tem uma vida sexual mais saudável que a nossa”, com direção de Bibi Ferreira.

“‘Brasil: palco e paixão, Um século de teatro” (2005), editora Aprazível Edições Fotos: Luciana Kezen/Acervo pessoal

Hoje, folheado este magnífico e pesado livro, sinto o mesmo prazer como se fosse pela primeira vez. Tenho conhecimento de mais livros citados, já li peças que constam nas fotografias e acabei por tomar conhecimento de mais pessoas citadas no livro, alguns até pessoalmente.

Cada vez que retorno a estas páginas, absorvo um pouquinho mais da arte teatral brasileira e reconheço mais o que aprendi. Aprendi com professores, colegas de classe, gente com quem trabalhei, gente que assisti, gente que apenas li.

Acredito no teatro brasileiro. Acredito que não vamos desaparecer. Acredito que, nos unindo, voltaremos mais fortes do que já fomos. Para aqueles que gostam e se interessam por um bom livro sobre teatro brasileiro, eu recomendo “Brasil: palco e paixão, Um século de teatro”. Um excelente material para ser apreciado por quem está em casa.

Um aceno de mão efusivo e até a próxima semana!
Dúvidas, críticas ou sugestões, envie para luciana.kezen@rioencena.com.

PUBLICIDADE
Scroll Up