Busca
Menu
Busca
PUBLICIDADE

Monólogo chama atenção para o alcoolismo em temporada online

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Tempo estimado de leitura: 2 minutos
Alessandra Gelio, que está sóbria há quatro anos, protagoniza e assina direção e texto do solo sobre os perigos do alcoolismo Foto: Divulgação

Já havia algum tempo, a atriz, diretora e dramaturga Alessandra Gelio desejava levar ao teatro uma abordagem sobre alcoolismo. Então, a pandemia de Covid-19 chegou e a fez mudar ligeiramente seus planos. Em vez do teatro, a peça “Alcoólika” está em cartaz na Internet, com sessões no YouTube, nos fins de semana, até 05 de dezembro. Além disto, o período maior que as pessoas precisaram ficar em casa, principalmente no início do isolamento social, despertou na artista uma urgência em tirar o projeto do papel, já que os números da doença aumentaram nos últimos meses.

Por exemplo, um estudo da Opas (Organização Pan-Americana da Saúde) – realizado de maio a junho de 2020 – entrevistou 12 mil pessoas, entre os 30 e os 39 anos, de 33 países da América Latina e Caribe, e constatou que 35% passaram a consumir doses maiores em intervalos curtos.

Com estatísticas como estas em mãos, Alessandra optou por desenvolver o espetáculo em linguagem documental, acrescentando ainda unindo depoimentos verídicos de alcoólatras e sessões de terapia ficcionais. Assim, ela criou a personagem Karina, que na trama, vai se dando conta, gradualmente, dos problemas que cria por conta do consumo excessivo de álcool.

— Mas a personagem acha que não tem problema nenhum. Ela é negacionista, mas os problemas começam a saltar diante de seus olhos. A partir daí, ela percebe, ainda com dificuldade, que o álcool não é tão inofensivo e divertido como imaginava — conta.

Inclusive, apesar de pesquisas apontando uma assiduidade maior na ingestão de bebida durante a pandemia, a atriz, sóbria há quatro anos, alerta que a periodicidade com que se bebe não necessariamente determina ou não o alcoolismo.

— Muitas pessoas acham que alcoólatra é só a pessoa que bebe todos os dias. E não é bem assim. A pessoa pode beber apenas aos finais de semana, por exemplo, ou de quinze em quinze dias. Mas a maneira como bebe é que determina se ela é alcoólatra ou não. Eu, por exemplo, não bebia todos os dias, mas quando o fazia, aquilo atrapalhava a minha vida — complementa.

SERVIÇO

Local: YouTube | Sessões: Sábados e domingos às 20h | Temporada: 20/11 a 05/12 | Elenco: Alessandra Gelio | Direção: Alessandra Gelio | Texto: Alessandra Gelio | Classificação: 14 anos | Entrada: A partir de R$ 25 | Bilheteria: Sympla | Gênero: drama | Duração: 50 minutos


EM CARTAZ: Confira a programação teatral do Rio

PUBLICIDADE

Leia Também

PUBLICIDADE
Assine nossa newsletter e receba todo o nosso conteúdo em seu e-mail.