Versão online de ‘Negra Palavra – Solano Trindade’ está em cartaz pela plataforma Zoom; ingressos a preços populares

Do Rio Encena

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

O espetáculo chega à Internet após três temporadas em teatros do Rio Foto: Reprodução

Quem não assistiu a “Negra Palavra – Solano Trindade” nas três temporadas já realizadas nos teatros do Rio de Janeiro está tendo uma nova oportunidade agora, em plena pandemia de Covid-19. Neste mês de julho, que marca os 116 anos de nascimento do poeta, ativista político, ator e artista plástico pernambucano Solano Trindade (1908-1974), o bem-sucedido espetáculo sobre sua vida e obra ganhou uma adaptação para a Internet diante do fechamento geral das salas teatrais do estado. Assim, a temporada virtual segue até 28 de agosto, com apresentações sempre às sextas-feiras, às 16h. A transmissão acontece pela plataforma Zoom, e os ingressos a preços populares (R$ 10 a R$ 50) podem ser adquiridos do site da Sympla.

“Negra Palavra – Solano Trindade” – que já passou por Sesc Tijuca, Teatro Poeira e Casa de Cultura Laura Alvim, onde teve a temporada suspensa por causa do novo coronavírus – é uma produção da Companhia de Teatro Íntimo, que leva à cena 11 atores – que nesta versão virtual, atuam cada um de sua casa.

A missão do grupo é levar ao público diferentes passagens da trajetória do homenageado. Por exemplo, a infância em Pernambuco, com as feiras populares e a ancestralidade do maracatu; a militância pelo Brasil, como cidadão negro em um país racista, lutando por paz e contra a fome; sua experiência como homem, sua entrega ao amor e ao cuidado da família. E por fim, a peça redimensiona sua poesia, dando um basta a seu esquecimento histórico.

Ainda sobre sua militância pelo país, Solano, que era conhecido como O Poeta do Povo, levou sua luta por igualdade e sua poesia a diferentes estados. Entre eles, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e São Paulo, onde se tornou ainda mais célebre na cidade interiorana de Embu das Artes, que se chamava apenas Embu até sua chegada.

Além disso, a partir da tríade corpo-música-poesia, o espetáculo trata da realidade dos homens negros contemporâneos através de Solano e seu tempo.

O espetáculo chega à Internet após realizar três temporadas em teatros do Rio Foto: Marta Starosta/Divulgação
O espetáculo chega à Internet após realizar três temporadas em teatros do Rio Foto: Eduardo St. Clair/Divulgação
O espetáculo chega à Internet após realizar três temporadas em teatros do Rio Foto: Thiago Sacramento/Divulgação

— O maior desafio e creio que, também, a grande força desse trabalho, veio da percepção de que as poesias de Solano são profundamente atuais — explica Renato Farias, roteirista e um dos diretores do espetáculo, que foi feito em parceria entre a Teatro Íntimo e o Coletivo Preto.

SERVIÇO

Local: Plataforma Zoom
Sessões: Sexta às 16h
Período: Até 28/08
Elenco: Adriano Torres, André Américo, Breno Ferreira, Drayson Menezzes, Eudes Veloso, Leandro Cunha, Lucas Sampaio, Orlando Caldeira, Rodrigo Átila e Thiago Hypólito
Direção: Renato Farias e Orlando Caldeira
Texto: Renato Farias a partir de poemas de Solano Trindade
Classificação: 12 anos
Entrada: Contribuições de R$ 10, R$ 20 ou R$ 50; Ingresso social gratuito (50 unidades)
Bilheteria: Sympla
Gênero: Poesia
Duração: 30 minutos

 

PUBLICIDADE
Scroll Up