Adaptações pós-pandemia: Teatro Prudential vai reposicionar cadeiras em área externa, diz O Globo

Do Rio Encena

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Área retrátil do Teatro Prudential localizada atrás do palco Foto: Divulgação

Previsão para a reabertura dos teatros do Rio de Janeiro ainda não há, mas adaptações a serem feitas para quando isto ocorrer já estão sendo pensadas e providenciadas. A fim de arejar o ambiente das apresentações depois que o novo coronavírus der uma trégua, a administração do Teatro Prudential, o antigo Teatro Manchete, na Glória, pretende reposicionar, no segundo semestre, as cadeiras da sala para uma área externa, localizada atrás do palco, que tem o fundo retrátil. A notícia é do jornal O Globo.

Desta forma, o Prudential, que é administrado pela Aventura Entretenimento, a mesma produtora que faz a gestão do Teatro Riachuelo Rio, perderia cerca de 70% da sua capacidade de 359 espectadores. No entanto, esta seria uma forma de viabilizar a retomada da programação do espaço tão logo autoridades médicas e sanitárias indiquem a liberação. Com esta medida, talvez seja viável fazer a reabertura em setembro, assim como os teatros da Broadway, que já anunciaram o retorno dos espetáculos para o nono mês do ano.

— Esta deve ser uma forma de reaquecermos o mercado — pontua Aniela Jordan, sócia da Aventura Entretenimento, a O Globo.

Tal possibilidade de pôr as cadeiras numa área externa, no entanto, é privilégio para poucos teatros. No caso das salas menores – e há dezenas no Rio – imaginar uma data para a retomada da programação se torna tarefa ainda mais difícil. No caso dos pequenos equipamentos de Londres, por exemplo, já foi anunciado de que as portas só serão reabertas no ano que vem.

Ainda em relação à perda de 70% na capacidade do Prudential, independentemente da realocação dos assentos, reduções assim deverão ocorrer em várias salas, caso os protocolos internacionais sejam considerados como referência. A proposta é que apenas 30% dos lugares fiquem à disposição ao público, e já com poltronas previamente escolhidas, para que sejam menores os riscos de aproximação.

Medidas para ensaios

Aqui no Rio, a Secretaria Estadual de Cultura ainda não se posicionou quanto ao retorno dos ensaios de peças, mas na Áustria estas atividades foram retomadas nesta segunda-feira (18). Por lá, as autoridades instituíram uma série de medidas restritivas, como, por exemplo, distância de pelo menos 1 metro entre os atores, uso de máscaras em caso de proximidade e presença de apenas uma pessoa por 10 metros quadrados da sala.

Diante de tais medidas, é natural que se pense também, além de atividades a céu aberto, como no caso do Prudential, em espetáculos com elencos muito reduzidos e monólogos, como refletiu o ator e diretor Daniel Dias da Silva em artigo publicado no RIO ENCENA no último sábado (17).

PUBLICIDADE
Scroll Up