Teatro presencial: apenas sete salas reabrem as portas para o público na primeira quinzena de janeiro; veja a lista

Do Rio Encena

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Teatros Riachuelo Rio (E), Casa Grande e do CCBB reabrem em janeiro Fotos: Divulgação/Alexandre Macieira/Riotur

O circuito de teatro do Rio de Janeiro vai começar 2021 da mesma forma que terminou 2020: com pouquíssimas salas abrindo suas portas para receber o público presencialmente. A timidez no movimento de retomada da programação teatral da cidade – paralisada em março do ano passado e autorizada pela prefeitura a ser reiniciada em setembro – talvez seja reflexo do atual quadro da Covid-19 no estado – sobretudo na capital – que ainda exige cuidados e adesão de medidas protetivas, como distanciamento e uso de máscara.

Com 25.608 óbitos e 435.604 contaminações confirmadas, segundo o último boletim da Secretaria Estadual de Saúde, o Rio registrou oito óbitos e 214 casos entre esta sexta-feira (01) e este sábado (02) – o órgão ressalta que estas mortes estão distribuídas entre 6/12 e 02/01, datas referentes às semanas epidemiológicas 50 a 53 da pandemia.

Já o consórcio formado por veículos de imprensa (G1, O Globo, Extra, O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo e UOL), para monitorar os números do coronavírus, aponta que a média móvel de mortes no estado se manteve em 100/dia, com tendência de estabilidade (-6%) se comparada a de duas semanas atrás. Já a média de casos também se encontra em estabilidade (-12%), na casa dos 2.218/dia.

Com um cenário semelhante em meados de dezembro, o RIO ENCENA fez um apanhado dos teatros abertos naquele momento e registrou apenas seis – tendo como base os sites dos próprios equipamentos e as principais plataformas de venda de ingressos. Passados 21 dias, até a tarde deste sábado (02), nossa reportagem fez um novo levantamento, nas mesmas fontes, e chegou ao número de sete plateias abertas para receber espectadores em espetáculos marcados para (re) estrear ainda na primeira quinzena deste janeiro de 2021 – confira a lista com as peças no fim da página.

Na lista, estão teatros que já tinham reaberto suas portas no ano passado, e outros que estão recomeçando a programação agora. Entre os que estão dando continuidade à retomada, estão o Teatro Clara Nunes, no Shopping da Gávea; o Teatro Miguel Falabella, no Norte Shopping; e o Riachuelo Rio, na Cinelândia. Já os que voltarão a funcionar pela primeira vez desde a paralisação são o Teatro Casa Grande, no Leblon; o Henriqueta Brieba, na Tijuca; a Caixa Cultural, no Centro; e o CCBB, que chegou a marcar a reabertura em 2020, mas precisou cancelar devido a casos de Covid no elenco da peça.

Curiosamente, um teatro que não figura nesta lista daqueles que vão receber temporadas presenciais nos primeiros 15 dias deste mês é o Petra Gold. O antigo Teatro Leblon foi o primeiro a receber espectadores novamente, logo no início de outubro, e vinha mantendo uma programação regular desde então. Porém, pelo menos por enquanto, consta no site do espaço que estão programadas apenas sessões online dos espetáculos “Heróis às Avessas” e “Luiz Gama – Uma Voz pela Liberdade”.

Recentemente, conversamos com André Junqueira, gestor do Petra Gold, que garantiu que o teatro seguirá sua programação presencial em janeiro. Na ocasião, ele opinou sobre esta retomada lenta do teatro no Rio e chamou atenção para a necessidade da redução na capacidade das salas a fim de se evitar proximidade estre as pessoas.

— Às vezes, os teatros querem reabrir, mas faltam espetáculos para se apresentarem, porque as produções não têm como sobreviver com essa bilheteria reduzida. Os teatros particulares, que têm patrocínio, estão tentando reabrir e se manter. Os (teatros) públicos, do Município e do Estado, podem até reabrir, mas os artistas não têm como ocupar — disse André, na ocasião, prevendo um período ainda maior de escassez: — E esta lentidão ainda vai perseverar, porque, economicamente, o país está debilitado. O Estado, então, nem se fala.

TEATROS ABERTOS NA PRIMEIRA QUINZENA DE JANEIRO/2021

Teatro Clara Nunes
“Nelson Gonçalves – O Amor e o Tempo” (a partir de 08/01)
Teatro Casa Grande
“Eu Comigo Mesmo” (a partir de 08/01)
Teatro Miguel Falabella
“Criando Asas” infantil (06/01 e 07/01)
“O Mágico de OZ” (09/01 e 10/01)
Teatro Henriqueta Brieba
“Frozen 2 – Uma Nova Aventura” (a partir de 10/01)
Teatro Riachuelo Rio
“4 Amigos” stand-up (08/01 a 10/01)
Caixa Cultural
“Tupy ou not to be” (a partir de 15/01), projeto multimídia que terá sua primeira etapa realizada no teatro de arena do centro cultural
CCBB
“O Pescador e a Estrela” (a partir de 09/01)

PUBLICIDADE
Scroll Up